Vida com prazo de validade

News3

Como reagir ao saber que o seu tempo de vida está acabando? A história do corretor de imóveis Nilson de Oliveira (foto ao lado), de 57 anos, é a prova de que é possível usar a fé para transformar o futuro. 

Ele passou a ter fortes dores de cabeça, mas a família desconsiderou a gravidade da situação e achou que ele estava com sinusite. Até que ele começou a apresentar dificuldades na mobilidade.

?Comecei a perceber que ele estava arrastando a perna esquerda, passou a esquecer as coisas. Depois de alguns dias, ele já não conseguia nem colocar o carro na garagem. Saía e não conseguia voltar para casa?, relatou a esposa, Odília de Oliveira, de 50 anos.

Odília o levou para o hospital, onde ele fez uma tomografia e foi diagnosticado um tumor no cérebro.

?Três dias antes de fazer a cirurgia o médico disse para nós que ele estava com um tumor maligno e agressivo. Após a cirurgia, ele teria que fazer quimioterapia e radioterapia. Ainda assim, o médico nos disse que ele só sobreviveria um ano?, contou Odília.

Diante da sentença de morte dada pelo médico, Nilson não aceitou que o especialista determinasse o seu tempo de vida. Ele já frequentava a Universal e, naquele instante, não se deixou levar pelo sentimento: confiou que a palavra final viria de Deus.

Os integrantes da sua família também compartilham da mesma fé que ele. Todos passaram a frequentar as reuniões de cura.

Cirurgia

O procedimento tinha alto risco e os médicos deixaram todos cientes. Caso sobrevivesse, Nilson poderia viver vegetando ou perder alguns dos sentidos.

?Quando o médico o levou para a Unidade de Tratamento Semi-intensivo, ele me disse o que poderia acontecer. Eu fui um pouco grosseira. ?O senhor me poupe, porque eu já conheço tudo isso e eu vivo é a minha fé??, disse. 
Após a operação, ele acordou conversando normalmente. Não apresentou nenhuma sequela e recebeu alta em dois dias.

Resultado

A biopsia mostrou o que o médico suspeitava: tumor maligno. Foi a comprovação de que ele não tinha esperança de cura.

Nilson fez um ano de quimioterapia e 35 sessões de radioterapia. Ele passava por avaliações médicas a cada três meses. Os resultados eram sempre surpreendentes.

Ele e sua família continuaram a participar das reuniões de cura para fortalecer a fé, sempre fazendo os propósitos e praticando o que aprendiam.

Depois de cumprir com o cronograma de tratamento, ele recebeu alta. Três anos já se passaram e Nilson tem, hoje, uma vida saudável e feliz.

Tumor no cérebro 

Segundo o Hospital do Câncer de Barretos, o Câncer do Sistema Nervoso Central (SNC) é um termo generalizado utilizado para descrever muitos tipos de tumores que se iniciam no cérebro, cerebelo, ponte, bulbo e medula espinhal. A maior parte dos tumores do SNC ocorre no cérebro (neoplasias cerebrais).

Os tumores do SNC provocam inchaço ao redor deles e isso pode produzir alguns sintomas. Os sintomas mais comuns são: dor de cabeça (cefaleia), náuseas, vômitos, perda de força nos membros, crises convulsivas, alterações comportamentais ou emocionais, julgamento prejudicado ou alterações sensoriais apresentadas pelo paciente.

Em 2016, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que ocorreram 10.270 novos casos desse tipo de câncer no Brasil, em homens e mulheres.

A Universal ensina a prática da fé espiritual associada ao tratamento médico recomendado a cada paciente. Muitas pessoas fazem e recebem orações para tratar doenças incuráveis nas reuniões de cura e libertação da Universal. As correntes acontecem todas as terças-feiras, em todo o Brasil. Veja o endereço da Universal mais próxima em universal.org/enderecos 

forte folha universal

Compartilhe:

Deixe seu comentário